top of page
  • Writer's pictureICMBio Noronha

Econoronha abre chamada para projetos de impacto social em Noronha

A empresa quer estimular a presença de agentes da Ilha que promovam atividades sociais, culturais, ambientais e educativas.


Foto: acervo Econoronha

Casa de capoeira, um dos projetos apoiados pela empresa

Moradores de Noronha têm agora a chance de receber apoio da Econoronha – empresa concessionária de serviços do Parque Nacional Marinho de Fernando de Noronha para aumentarem o alcance e impacto de projetos sociais, educacionais, culturais e ambientais. A empresa, abriu chamada para moradores interessados e divulgou um cronograma de atividades, que inclui oficinas, seleção dos projetos e desenho do plano de trabalho.


Monise Alves da Silva, Supervisora de Sustentabilidade do Grupo Cataratas, explica que a ideia surgiu a partir do programa desenvolvido junto ao ICMBio no Parque Nacional da Tijuca no Rio de Janeiro, que também tem serviços concessionados pelo Grupo: “A gente percebeu que tinha semelhança entre ambos os casos, já que sempre apoiamos atividades e ações locais mas que a gente podia fazer mais e de forma mais estruturada, entendendo uma forma de desenvolver mesmo essas iniciativas.” – explica a engenheira ambiental, destacando que é fundamental ter alguém da Ilha engajado para apoiar e desenvolver essas atividades. O programa de apoio deve contemplar entre 2 a 4 atividades, a depender do tipo de apoio que será necessário. “Se for algo mais elaborado que vai necessitar de mais tempo e energia, provavelmente o número de atividades totais apoiadas será menor, mas só entenderemos isso quando conhecermos o projeto e entendermos aonde eles querem chegar” – explica Monise.


Foto: acervo Econoronha

Jovens que participaram da seleção de iniciativas apoiadas no entorno do Parque Nacional da Tijuca. – RJ.

A exemplo do programa no Rio de Janeiro desenvolvido há 2 anos, haverá contato contínuo entre a EcoNoronha e o projeto escolhido para avaliar o andamento e sugerir propostas de maior impacto positivo. O valor do incentivo a ser dividido entre os projetos ainda não foi divulgado pela empresa.


Há cerca de 1 ano a EcoNoronha foi reconhecida com o selo B, integrando o grupo de empresas brasileiras que são comprometidas com uma economia mais equitativa e regenerativa. Monise Silva destaca a visão que vem sendo adotada por todo Grupo Cataratas: “Fazer um Programa desses para gente é compartilhar ainda mais o nosso propósito com a comunidade local. Sabemos que agir localmente é uma forma de fazer a diferença globalmente. E acreditamos que o nosso conhecimento, pessoas e até mesmo recursos financeiros podem trazer benefícios para mais gente, por isso esse projeto do Programa Socioambiental. Inclusive, a conquista da certificação B no último ano, já mostra essa relevância para nós, entendendo que somos interdependente e precisamos agir juntos para gerar impacto positivo”.


Foto: acervo Econoronha

Alice Gorssman, Monise Silva, Marcelo Rodrigues, Oswaldir Araujo e Katia Suellen comemoram conquista do Selo B de empresa com responsabilidade social, conquistado em 2022 pela EcoNoronha

Confira o calendário do Programa:


Mapeamento e divulgação - 30/out a 03/nov


Encontro I - Apresentação - 06/nov


Encontro II - Oficina para Desenvolvimento plano de trabalho - 09/nov


Encontro III - Entrega das propostas - 14/nov


Encontro IV - Divulgação dos projetos selecionados - 20 a 24/nov


Desenho plano de trabalho - 17/nov a 08/dez


Início de apoio - Janeiro/2024


Para conhecer outras iniciativas do grupo, acesse: grupocataratas.com






Comments


Fernando de Noronha - Noticias Imagem - Site Noronha
bottom of page