top of page
  • Writer's pictureICMBio Noronha

Tartaruga-de-pente é encontrada novamente após 15 Anos em Noronha

Este é o período mais longo nos registros de monitoramento.


Foto: Bruna Roveri

Com o monitoramento de longa duração, dados ganham mais consistência e podemos acompanhar mais histórias de crescimento como esta, de uma tartaruga-de-pente (Eretmochelys imbricata) que foi recapturada na Praia do Boldró, em Fernando de Noronha. Os pesquisadores do Centro Tamar – ICMBio, Dênis Sana (bolsista GEFMar-Funbio) e Arthur Thomazi (voluntário NGI Noronha e C. Tamar), reencontraram a mesma tartaruga, que já havia sido identificada em julho de 2008*.


Quando foi capturada pela primeira vez, seu casco media 31 cm de comprimento e 27 cm de largura. Agora, em sua última captura, seu casco foi medido em 74 cm de comprimento e 64 cm de largura, o que sinaliza a transição para a fase adulta.


As capturas realizadas pelos pesquisadores têm como objetivo marcar e medir as juvenis de tartaruga-de-pente, bem como da tartaruga-verde (Chelonia mydas), que encontram no arquipélago um refúgio seguro e uma rica área de alimentação. Essas ações são essenciais para rastrear o crescimento das tartarugas, monitorar seus deslocamentos e observar suas migrações quando atingem a idade adulta.


*Bellini et al. (2019) Distribution and growth rates of immature hawksbill turtles Eretmochelys imbricata in Fernando de Noronha, Brazil. Endang Species Res 40:41-52.


Foto e vídeo: rodolfonoronha1@










Por Mariana Macedo Botão - voluntária comunicação ICMBio Noronha






Yorumlar


Fernando de Noronha - Noticias Imagem - Site Noronha
bottom of page