top of page
  • Foto do escritorICMBio Noronha

UFRPE retoma monitoramento acústico de tubarões no Sueste

Aparelho capta pulsos sonoros emitidos por transmissores de tubarões monitorados.


Fotos: Bruna Roveri

No dia 29 de março a equipe do ICMBio acompanhou os pesquisadores Daniele Viana e Paulo Oliveira, da Universidade Federal Rural de Pernambuco (UFRPE), para auxiliar na instalação de um novo receptor acústico na praia do Sueste. Ao todo hoje são 13 receptores espalhados pelo Arquipélago.


Esses aparelhos tem a função de captar pulsos sonoros emitidos por transmissores acústicos presos aos tubarões estudados pelo projeto, que aqui na ilha são tubarões Limão e Tigre. Em cada um desses animais foram fixados pequenos transmissores acústicos que emitem um sinal de frequência específica.


Quando o tubarão marcado com este dispositivos passa perto de um receptor (cerca de 700 m) sua presença é detectada e registrada. Assim é possível saber quais são seus locais de preferência, quantas vezes são detectados em cada região e em qual momento do dia, permitindo estudar aspectos importantes da vida destes animais e entender um pouco mais sobre como eles utilizam as áreas do arquipélago de Fernando de Noronha.


O chefe do setor de pesquisa do ICMBio Noronha, Ricardo Araújo, lembrou que anteriormente o equipamento já havia sido utilizado: “infelizmente o receptor que existia no Sueste sumiu mais de uma vez; dessa forma, vamos agora fazer um monitoramento mais rotineiro pra evitar a perda deste equipamento fundamental pra gente entender o uso da área pelos tubarões" afirmou Ricardo.


O equipamento está sendo monitorado diariamente pelas câmeras do PIC do Sueste, assim como pela equipe do ICMBio.





Comentarios


Fernando de Noronha - Noticias Imagem - Site Noronha
bottom of page